Os princípios verdadeiros podem ser bem diferentes dos nossos ...

Os princípios verdadeiros pelos quais devemos viver podem ser bem divergentes dos que cremos, podendo ser sofismas inventados pelos homens: sombras da verdade ou fragmentos dela.
A identidade do homem é construída por meio de certos contextos sociais, culturais e históricos, porém o Eterno está no contexto da humanidade absolutamente. Quando atinamos com isso, passamos da morte para a vida.
Nesta página poderemos refletir e argumentar, para descobrirmos se estamos vivendo a VERDADE, essa que é absoluta e que não depende de quaisquer pontos de vista.







"Não deixe portas entreabertas. Escancare-as ou bata-as de vez. Pelos vãos, brechas e fendas passam apenas semiventos, meias verdades e muita insensatez."
Cecília Meireles

Vivemos eternamente adquirindo convicções novas e num eterno trabalho de reeducação de nós mesmos.
Mário de Andrade

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Sobre A Cabana

Não podemos criticar o filme A Cabana, usando bases teológicas, pois é uma narrativa ficcional, portanto não podemos apontar que existam heresias. Ficção tem de ser criticada como ficção e, não, utilizando conceitos de teologia. O que tem incomodado muito os crentes é o fato de Deus, apresentar-se  tão humano, representado pelas raças negra, asiática, branca e indígena. Engraçado, foi o que mais gostei.
Achei lindo e inspirador tal qual o livro. Deus pode se apresentar do jeito que bem entender: afinal, ele é Deus - é quem é!
Adorei esse Deus tão próximo e amigo, tão interessado em demonstrar seu grande amor pela humanidade, quebrando tantos paradigmas.
E que explicação maravilhosa da graça, contida do começo ao fim!
Inspirador demais! O autor merece todo meu respeito e admiração. Gostaria muito de que Deus viesse conversar comigo sendo gente como eu, assim como Cristo, quando foi gente como nós, ao viver por aqui. (Na verdade, penso que toda hora, ele está aqui conversando comigo, eu é que não me dou conta...)
Posso dizer, também, que um dia "papa" me chamou pra uma cabana, claro que não tão bem elaborada, pra me aproximar dele e me  tocar com seu amor incondicional.
Recomendo que entrem na Cabana sem pré-conceitos.

domingo, 5 de abril de 2015

QUEM QUER IR PARA A CRUZ?

Quer saber? Estou ė bem cansada de saber que o Reino de Deus tem sido maculado pela religião, confundido com política. Gente que enche o peito (me enoja) e que não se deixa tocar, misturando função com títulos. Quando, naturalmente, devemos exercer funções tais como apóstolo, pastor, diácono (servo) etc. ao irmos fazer discípulos de Cristo e para Cristo, alguns acham que são melhores do que os outros. 

Marcos 8:34-35 (NVI) Então ele chamou a multidão juntamente com os discípulos e disse: "Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida, a perderá, mas quem perder a vida por minha causa e pelo evangelho a salvará.
Lucas 9:23-24 (NVI) Jesus dizia a todos: "Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome diariamente a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida a perderá; mas quem perder a vida por minha causa, este a salvará.
Mateus 10:38 (NVI) E quem não toma a sua cruz e não me segue, não é digno de mim.


Se o Reino de Deus possuísse o mesmo modelo que o terreno, Jesus não seria o mediador de uma nova aliança. Tudo continuaria igual: hierarquia, sacerdócio, sociedade de classes.
O paradigma divino seria o mesmo que o dos homens e, nisso, eu não creio. 
Entretanto, Cristo nos deixou pistas (para nós seriam pistas, para Ele é a Verdade) de que o sistema, a estrutura não valia e não vale no Seu Reino. 
Quando cremos no Cristo, passamos a fazer parte do Seu Reino, viveremos no mundo, obedecendo as regras do mundo (dando a César o que é de César), porém saberemos que entre seus seguidores não será assim (pelo menos, não deveria ser assim) aquele que quer ser o maior que sirva!
Se o Cristo vos libertar, verdadeiramente, sereis livres.
Tudo o que vemos hoje é a imitação do sistema terreno dentro das igrejas, qualquer que seja ela. Estrutura hierárquica com sociedade de classes e sacerdócio. 

Religião possui hierarquia, sacerdócio e sociedade de classes, lei e dogmas, porém Reino possui humildade, igualdade, liberdade e crucificação do eu. 

Jesus disse:

Mateus 18:4 Portanto, aquele que se tornar humilde como este menino, esse é o maior no reino dos céus.

Marcos 10: 32 a 45 (...) Sabeis que os que julgam ser príncipes das gentes delas se assenhoreiam, e os seus grandes usam de autoridade sobre elas;  mas entre vós não será assim; antes, qualquer que, entre vós, quiser ser grande será vosso serviçal.  E qualquer que, dentre vós, quiser ser o primeiro será servo de todos.  Porque o Filho do Homem também não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos.

Gálatas 5:1 Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão.

Efésios 5:18 a 21 Não vos embriagueis com vinho, que é uma fonte de devassidão, mas enchei-vos do Espírito. Recitai entre vós salmos, hinos e cânticos espirituais. Cantai e celebrai de todo o coração os louvores do Senhor. Rendei graças, sem cessar e por todas as coisas, a Deus Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo. 
Sujeitai-vos uns aos outros no temor de Cristo.

De onde vem essa ideia de que uns são superiores aos outros, se somos todos filhos, reis e sacerdotes? Todos resgatados pela graça, pela morte e ressurreição de Cristo? 
Jesus não verteu uma quantidade maior de sangue por ninguém. E ninguém é santo e merecedor de nada.
Todos morreram e foram destituídos da glória - Romanos 3:23

Apocalipse 1: 5 e 6 E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dentre os mortos e o príncipe dos reis da terra. Àquele que nos amou, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados,
E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai; a ele glória e poder para todo o sempre. Amém.

Marcos 16: 15 a 20  E disse-lhes: Ide por todo omundo, pregai o evangelho a toda criatura.Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porãoas mãos sobre os enfermos, e os curarão.Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu, e assentou-se à direita de Deus. E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a palavra com os sinais que se seguiram. Amém.

Jesus ordenou a mesma coisa para todos, mas o que a história mostra é que vale para uns e não vale para outros - bem conveniente (essa é a lógica terrena) para os que querem ter poder sobre os outros, sejam eles reis de qualquer nação (ou presidentes, ou deputados ou qualquer coisa) ou sacerdotes de qualquer religião. 

Gálatas 3: 24 a 28 De maneira que a lei nos serviu de aio, para nos conduzir a Cristo, para que pela fé fôssemos justificados. Mas, depois que veio a fé, já não estamos debaixo de aio.
Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus. Porque todos quantos fostes batizados em Cristo já vos revestistes de Cristo. Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus.

FILIPENSES 2: 1 A 8

Portanto, se há algum conforto em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão no Espírito, se alguns entranháveis afetos e compaixões, Completai o meu gozo, para que sintais o mesmo, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, sentindo uma mesma coisa. Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmoNão atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros. De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.


É... NINGUÉM QUER SABER DISSO, PORQUE REQUER HUMILDADE E AMOR.

TODOS QUEREM SER EXALTADOS E SUPERIORES... DIFÍCIL ENCONTRAR 

QUEM QUEIRA SER IGUAL OU SE HUMILHAR... QUEM CONSEGUE PRATICAR O 

"CONSIDERAR O OUTRO SUPERIOR A SI MESMO?"

 QUEM QUER IR PARA A CRUZ? 




Religion

Religion is for those who want a human priest or an idol to worship, and to ask what to do and to pray, instead of having themselves a true und intense relantioship with God thru Jesus Christ! Because of Christ's sacrifice we do not need neither temples nor priests anymore. We just have to believe that by the grace, by the lamb of God's blood, we can enter boldly as priests and kings in the Father's presence. Those who need priests are those who do not want to be responsible for their acts, they prefer to transfer their responsibilities to others when they have to pray, to make decisions, to make disciples, to love one another, to submit themselves one to another. It is easier to be and to call themselves sheep than to be transformed into kings and priests.

quarta-feira, 25 de março de 2015

Desconfio de certos convites...

Não compreendo qual seria a motivação para um convite de amizade no facebook.  É um oximoro, um paradoxo patológico, se nos lembrarmos de alguns contextos vividos uns anos atrás, quando por amor e vontade própria construímos uma casa ao lado da sua, deixando todo o conforto e liberdade, a fim de que fôssemos amigos de verdade, não virtualmente.
Infelizmente, não posso dizer que tenha sido uma experiência agradável, haja vista a perseguição e a maledicência por parte de seus familiares e agregados.  Aquilo que poderia ter sido uma bênção, tornou-se na maior violência psicológica que uma família poderia, algum dia, ter sofrido.
Com a graça de Deus e graça mesmo, sobrevivemos. Passamos a ser exemplo vivo de superação, pois morávamos num manicômio. É obvio que, mesmo tendo sido curados de tanto desequilíbrio, carregamos até hoje as sequelas daquilo que foi, dentre outras coisas, o engano de uma seita religiosa muito perigosa.
Não vou aqui usar versículos bíblicos para provar meu ponto de vista, entretanto nunca presenciei tanta hipocrisia e paranóia, assim como nunca mais tive a oportunidade de ouvir tanta heresia.
Não guardo mágoa nem rancor, tenho misericórdia no coração, aquela que vocês não possuem ou, quem sou eu para julgá-los, não possuíam à época.
Desejo de todo o coração que prosperem e que sejam hiperbolicamente abençoados, contudo há coisas que são inegociáveis como, por exemplo, o nome do Deus no  qual creio. Não posso admitir que chamem  o meu Senhor e Salvador Jesus Cristo de diabo, porque tenho plena convicção de que Jeová, Eu Sou, é o meu Salvador que encarnou e que ressuscitou dentre os mortos, mas... não perderei meu tempo aqui com discussões teológicas vãs.
Enfim, concluindo, existem coisas que são irreversíveis (uso aqui um eufemismo), portanto siga o seu caminho, pois continuarei seguindo o meu e o meu universo não contempla ter qualquer contato com sua família, salvo  algumas poucas exceções.

Não lhe devia, bem como, não lhe devo explicação alguma, todavia achei por bem escrever, pedindo a gentileza que me retire ou que me bloqueie no facebook, porque, embora não guardemos rancor ou mágoa, nossas piores lembranças são as do tempo em que convivemos com sua família.

segunda-feira, 23 de março de 2015

E a vaca foi para o brejo...

Deus é mestre em empurrar nossa vaquinha para o precipício! Quando menos esperamos, nossa vida melhora maravilhosamente!!! Foram várias delas em épocas diferentes.
Possuímos o hábito de nos acomodarmos a situações, entretanto Deus sabe que adoramos desafios, porque ele nos conhece melhor do que nós mesmos. Não podemos nos acomodar, temos de usar todas as habilidades que possuímos, usar todo o potencial que Ele mesmo nos deu. Ele espera que a empurremos, porém quando não o fazemos, para o nosso bem e para o bem do Reino dele, ele dá um empurrãozinho... Tudo o que parecia perdido ganha um novo colorido. Com tremenda resiliência, continuamos a cumprir o nosso propósito num nível mais elevado.